premiacao luna

Nathalia Bezerra, Sabrina Lisboa, Jaqueline Soares, Luna Lomonaco, Ethel Wilhelm, Angelica Vieira e Fernanda Cruz

 

A Professora  Luciana Luna Anna Lomonaco, do Departamento de Matemática Aplicada do IME-USP, foi a vencedora do Prêmio L'Oréal-UNESCO "Para Mulheres na Ciência" de 2018 na categoria Matemática, pelo seu trabalho de pesquisa em sistemas dinâmicos.

O prêmio é uma colaboração da L’Oréal Brasil com a Unesco no Brasil e a Academia Brasileira de Ciências (ABC), cujo objetivo é promover a igualdade de gênero no ambiente científico, e uma descrição do mesmo pode ser encontrada em http://www.abc.org.br/2018/08/13/premio-loreal-unesco-abc-divulga-as-sete-vencedoras-do-para-mulheres-na-ciencia-2018/

Parabéns à professora pela conquista.

yoshiharu

Professor Yoshiharu Kohayakawa – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

 

O professor Yoshiharu Kohayakawa, do Departamento de Ciência da Computação do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP, é o primeiro brasileiro e latino-americano a ganhar o prêmio Fulkerson de matemática.

O prêmio é concedido a cada três anos pela American Mathematical Society (MAS) e pela Mathematical Optimization Society (MOS). Um dos mais importantes prêmios da área, o Fulkerson é destinado a artigos científicos sobre matemática discreta, área chamada dessa forma por ser diferente da matemática contínua, que envolve conceitos de cálculo diferencial e integral, assunto que todos os estudantes universitários da área de exatas encontram no começo de seus cursos.

A discreta, que possui campos de estudo como programação matemática, redes, aplicações combinatórias entre outros, pode tanto ser objeto da matemática pura como aplicada à ciência da computação, no desenvolvimento de algoritmos, por exemplo.

Essa área trabalha também, entre outros assuntos, com a Teoria dos Grafos – uma forma matemática de estudar diferentes objetos de um determinado grupo e suas relações e conexões –, tema do artigo The chromatic thresholds of graphs, de 2013 e ganhador do prêmio, de autoria de Kohayakawa e colegas que participaram do estudo.

Do IME, também participaram o inglês Peter Allen e a alemã Julia Böttcher, ambos pós-doutorandos, na época com bolsas da Fapesp, e supervisionados por Kohayakawa. Allen e Julia são casados e, hoje, professores no Departamento de Matemática do London School of Economics and Political Science, na Inglaterra.

Outros dois participantes do estudo foram o inglês Robert Morris, pesquisador do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), do Rio de Janeiro, e o então pós-doutorando da instituição, o também inglês Simon Griffiths, atual professor da Pontifícia Universidade Católica (PUC), que teve bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

“O estudo foi realizado em grande parte no IME, com visitas de Morris e Griffiths ao instituto”, conta Kohayakawa. Ele exemplifica do que trata o artigo. “Um resultado da Teoria dos Grafos bem conhecido, chamado de Teorema das Quatro Cores, diz que mapas podem ser coloridos com quatro cores sem que países limítrofes tenham a mesma cor. No estudo ganhador do prêmio, trabalhamos com certos problemas que envolvem essa noção de coloração e número cromático”, disse à Agência Fapesp.

Parabéns ao Professor Yoshiharu e seus colaboradores pela honra em receber um prêmio tão importante para um pesquisador na área de Otimização Discreta.

(texto originalmente publicado no Jornal da USP. Veja também matéria publicada pela FAPESP

 

posse diretor

 

No dia 28 de maio de 2018, na Sala do Conselho Universitário da USP, com a presença do Prof. Dr. Vahan Agopyan, Magnífico Reitor da Universidade de São Paulo e do Prof. Dr. Antonio Carlos Hernandes, Vice-Reitor da Universidade de São Paulo, foi realizada a cerimônia de posse dos professores Junior Barrera e Luiz Renato Gonçalves Fontes, respectivamente, como os novos diretor e vice-diretor do Instituto de Matemática e Estatística da USP.

O diretor Junior Barrera é professor titular do Departamento de Ciência da Computação e desenvolve pesquisas relacionadas a temas como morfologia matemática, aprendizado de operadores morfológicos, modelagem e identificação de sistemas dinâmicos de reticulado, processamento e análise de imagens, análise de expressão gênica, modelagem de sistemas biológicos e esportes coletivos de invasão. Graduado em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica, Barrera possui mestrado em Computação Aplicada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, doutorado pela Poli e livre docência pelo IME.

Luiz Renato Gonçalves Fontes é bacharel e mestre em Estatística pela USP e possui doutorado em Matemática pela Universidade de Nova York. Atua na área de Probabilidade e Estatística, com ênfase em processos estocásticos especiais, sistemas estocásticos interagentes, sistemas de partículas, percolação, mecânica estatística e meios aleatórios. É professor titular do Departamento de Estatística.

 

Vídeo da Cerimônia

ime no icm2018

 

Deborah Raphael

 

A Professora Deborah Raphael, do Departamento de Matemática do IME e Vice-Diretora da Matemateca, participou da mesa-redonda "Math museums: a worldwide explosion", como parte da Seção 18 - Mathematics Education and Popularization do International Congress of Mathematicians (ICM), no dia 04.08.2018.

A mesa-redonda, de 1h30 de duração, foi sobre museus de Matemática: seus objetivos, possíveis atividades, ações educativas e culturais. Teve como moderadora Cindy Lawrence, Diretora Executiva do MoMath e contou  com a participação de Albrecht Beutelspacher, professor na Universidade de Giessen e Diretor do Mathematikum, Sylvie Benzoni, professora na Université Claude Bernard Lyon 1 e Diretora do Institut Henri Poincaré e Sujatha Ramdorai, professora na Universidade de British Columbia, Canadá e cofundadora da Gyanome Foundation, em Bangalore na  India.

 

Vyacheslav Futorny

 

Vyacheslav Futorny, Professor do Departamento da Matemática do IME ministrou a palestra convidada na Seção ”Lie Theory and Generalizations” (número 7) do International Congress of Mathematicians (ICM-2018) no dia 02.08.2018.

A palestra, com duração de 45min e com o título ”Representations of Galois algebras” abrangeu pesquisas desenvolvidas nos últimos 30 anos em conjunto com vários colaboradores da Argentina, Austrália, China, Estados Unidos, República Tcheca e Ucrânia.

Contou com a colaboração dos nossos alunos João Shwartz e Jian Zhang e dos ex-alunos Luis Enrique Ramirez e Pablo Zadunaisky.

 

Pedro Antonio Santoro Salomão

 

O Professor Pedro Antonio Santoro Salomão do Departamento da Matemática do IME ministrou a palestra entitulada "Global surfaces of section for Reeb flows in dimension three and beyond", em conjunto com U. Hryniewicz. A palestra teve duração de  45 minutos e  fez parte da seção de Geometria do International Congress of Mathematicians (ICM-2018) no dia 02.08.2018.

 

Eventos Satélites

Na semana que antecedeu ao Congresso Internacional de Matemáticos (ICM2018), aconteceram quatro conferências satélites organizadas por professores do IME (sendo uma delas organização conjunta IME-IF):
1) Geometria: https://www.ime.usp.br/~mtg/ (auditório da Poli)
2) Análise e Aplicações: https://www.ime.usp.br/~7thistime/ (Gilioli)
3) Física-Matemática: https://www.ime.usp.br/~mathphys/ (IF)
4) Combinatória: https://epa-combinatorics2018.ime.usp.br/ (Biblioteca Brasiliana)

A conferência-satélite de Álgebra em Cusco foi organizada conjuntamente pelo IME e por três instituições peruanas:
https://sites.google.com/view/icm2018satellitecusco/introduction

A conferência-satélite de Espaços de Banach em Ubatuba, que ocorrerá depois do ICM, está sendo organizada por professores do IME:
https://secondbrazilianworkshopingeometryofbanachspaces.wordpress.com/

Lista dos Eventos satélites aprovados (http://www.icm2018.org/portal/eventos-satelites-aprovados).

 

 

 

obi2918

 

A Olimpíada Brasileira de Informática (OBI) é um evento da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) que tem como objetivo despertar nos participantes o interesse pela ciência da computação através da resolução de problemas usando um computador. Esta competição é individual e está organizada em três modalidades: Iniciação (ensino fundamental), Programação (ensino fundamental e médio) e Universitária (primeiro ano de graduação).

Veja mais na Página da OBI

Datas Importantes