IME-USP

Bacharelado em Ciência da Computação

O curso de Ciência da Computação estuda o desenvolvimento de sistemas para as múltiplas plataformas e a construção de soluções computacionais para problemas da sociedade. O bacharel formado trabalha com as diversas etapas e abordagens do desenvolvimento de software e está preparado para resolver problemas reais, aplicando soluções que unam a teoria e a prática. Modelar bancos de dados, desenvolver e implementar projetos de software e propor soluções computacionais eficientes e econômicas são apenas algumas de suas atividades.

Com a crescente demanda por profissionais da área e a excelência da formação do IME/USP, os formandos não encontram dificuldade em ingressar neste mercado. Empresas de computação e de telecomunicações, consultorias, órgãos governamentais, mercado financeiro e sistemas Web são apenas alguns segmentos que dependem diretamente do bacharel em Ciência da Computação. Vários formandos, ainda, empreendem e montam seus próprios negócios, enquanto outros continuam na carreira acadêmica e partem para o mestrado e o doutorado, tornando-se pesquisadores em universidades e empresas.

O mercado não é o único atrativo do bacharelado do IME. O curso proporciona uma série de complementos à formação acadêmica, como intercâmbios internacionais, atividades e projetos de pesquisa e inúmeros eventos, congressos e seminários. O leque de opções oferecidas está, em grande parte, baseado na estrutura da USP, que conta ainda com diversas atividades culturais (exposições, peças, filmes, debates, concertos e outras atividades gratuitas) e esportivas (a USP dispõe de um clube que pode ser utilizado por todos os alunos), além dos programas sociais.

Com a primeira turma formada em 1974, o curso de Ciência da Computação do IME/USP é um dos melhores e mais tradicionais de todo o país. O bacharelado tem duração de 4 anos e oferece anualmente 60 vagas no período diurno para quem deseja explorar o mundo da computação e da informática. Além da formação básica, os ingressantes têm uma grade horária rica e flexível, possibilitando um aprofundamento nas áreas de interesse pessoal, através da escolha de 10 disciplinas entre as dezenas de optativas do curso. Com isso, o IME possibilita a entrada de profissionais cada vez mais capacitados e versáteis no meio acadêmico e no mercado de trabalho.


Para saber mais sobre a área da Ciência da Computação e o curso do IME acesse Portal do Vestibulando e BCC.

Histórico do Bacharelado em Ciência da Computação

O Bacharelado em Ciência da Computação da USP está entre os mais antigos do país, tendo formado sua primeira turma em 1974. Veja algumas relíquias dos primórdios do curso, reunidas pelo Prof. Siang W. Song.

Até o ano de 1983, o BCC era uma das opções para os ingressantes no curso de Matemática. Naquela época, eram oferecidas 30 vagas para os alunos do período diurno e 6 vagas para os alunos do período noturno. A partir 1984, o BCC passou a ser uma opção do vestibular da Fuvest, dentro da carreira de Ciências Exatas, oferecendo 36 vagas por ano. Em 1988, o Departamento de Ciência da Computação passou a oferecer 50 vagas por ano. O curso é um dos mais procuradas no vestibular da Fuvest (60 candidatos por vaga no vestibular de 2001 e mais de 52 candidatos por vaga no vestibular de 2002).

Até sua 32ª turma (ano 2006), mais de 1080 bacharéis foram formados no BCC. Diversas atividades procuram manter vivo o contato entre os ex-alunos. Em de 1984 o BCC comemorou seus 10 anos. Seguiram-se as festas

* dos 20 anos, em 1994
* dos 25 anos, em 1999
* dos 30 anos, em 2004

O BCC é reconhecido como um dos melhores cursos de Computação do país e seus alunos não encontram problemas de integração no mercado de trabalho. Os alunos de graduação criaram uma Empresa Júnior (IMEjr). Os alunos também criaram e administram a rede GNU/Linux do IME.