Logotipo do CAEM
 
 
      

Oficinas programadas para o primeiro semestre de 2019


Leia com atenção o novo procedimento de inscrição

As matrículas serão confirmadas conforme a ordem de envio da documentação necessária e do comprovante de pagamento (no caso das oficinas pagas).

Datas e Horários
Descrição
Oficina 1

16 e 23/03
(sábados)

das 09h às 12h
Soroban - Academia para o cérebro
Profa. Marta Heloisa (Colégio Madre Mazzarelo)
Profa. Glay Chrystinne Cápua (Colégio Madre Mazzarelo)
Prof. Rogério Osvaldo Chaparin (CAEM - IME - USP)

Resumo: O soroban é um ábaco japonês, de origem chinesa, que utiliza a base decimal para a representação numérica e a realização de cálculos. Tem como objetivo ajudar a realizar contas com rapidez e perfeição. Ajuda também desenvolver a concentração, atenção, memorização, percepção, coordenação motora e o cálculo mental. Essa oficina tem como principal objetivo, apresentar o material, bem como suas regras básicas de utilização explorando os conceitos e exercícios práticos acerca das operações de adição e subtração, favorecendo assim, o manuseio do mesmo.

Duração: 6 horas
Público-alvo: Professores de Matemática dos Ensinos Fundamental I, II ou Médio.
Número de vagas: 50
Taxa: R$40,00
Professores da rede pública de ensino: R$20,00
Oficina 2

22 e 29/03
(6asfeiras)

14h - 17h
Avaliação em Matemática: a experiência da Escola de Aplicação da FEUSP
Prof. Ernani Nagy de Moraes (Escola de aplicação da FEUSP)

Resumo: É importante que professores reflitam sobre provas e outros instrumentos de avaliação. Nessa oficina, observaremos documentos oficiais e o que eles trazem sobre o tema “avaliação escolar”. Porém, o foco será a vivência e discussão de instrumentos e situações avaliativas, tendo, como base, a experiência do ministrante e sua atuação na Escola de Aplicação da FEUSP. Conversaremos brevemente, também, sobre instrumentos para alunos e alunas com diagnósticos diversos e dificuldades de aprendizagem. Como conteúdos centrais, utilizaremos Equações do 2º grau (Ensino Fundamental II) e Funções (Ensino Médio).

Duração: 6 horas
Público-alvo: Professores de Matemaática dos Ensinos Fundamental II e Médio, bem como coordenadores pedagógicos, diretores de unidades, dentre outros.
Número de vagas: 50
Taxa: R$ 40,00
Professores da rede pública de ensino: R$ 20,00
Oficina 3

30/03
(sábado)

09h - 12h
Sistemas núméricos: por que os computadores usam os sistemas binário e hexadecimal?
Prof. Valdemar W. Setzer (IME - USP)

Resumo: O conhecimento de diversos sistemas numéricos é essencial para se compreender porque o sistema decimal foi adotado mundialmente e porque os computadores usam os sistemas binário e hexadecimal. O conhecimento desses dois últimos sistemas ajuda no uso de certas funções básicas dos computadores e na sua programação. Além disso, o estudo de sistemas numéricos apresenta uma aplicação interessante das potências e progressões geométricas. Nesta oficina, além de discutir tais questões, abordaremos a representação de números com dedos e pessoas; sistema unário; sistema de numeração romano; aritmética com números romanos e suas limitações; ábacos; o sistema decimal e a figura de Fibonacci no ano de 1.202; a representação posicional e a progressão geométrica correspondente; sistema binário, suas vantagens e desvantagens; aritmética binária; sistema hexadecimal e sua aplicação.

Duração: 3 horas
Público-alvo: Professores de Matemática do Ensino Médio.
Número de vagas: 50
Taxa: R$ 20,00
Professores da rede pública de ensino: R$ 10,00
Oficina 4

03 e 10/04
(4asfeiras)

19h - 22h
Meninas e Matemática
Profa. Andreia Lunkes Conrado (Doutoranda na FEUSP)
Profa. Christina Brech (IME - USP)

Resumo: Esta oficina tem objetivo de promover uma reflexão sobre desigualdades de gênero e aprendizagem da matemática, a partir de elementos do contexto social, da educação básica e superior e do acesso às chamadas carreiras científicas. A partir de uma sensibilização dos participantes para o viés inconsciente relacionado aos estereótipos de gênero, bem como suas relações com o desenvolvimento de habilidades matemáticas, analisaremos indicadores educacionais nacionais e internacionais e as influências da família, da escola, do material didático e da ação dos professores para a manutenção ou a transformação desta realidade. Utilizaremos como recursos pedagógicos o "jogo do privilégio", o vídeo "Science: it's a girl thing!"e privilegiaremos o debate e a análise coletiva de materiais diversos como, notícias divulgadas pela mídia, dados públicos, indicadores educacionais, materiais didáticos utilizados na escola, além das experiências de cada participante. Espera-se construir uma leitura coletiva e particular sobre os possíveis fatores que influenciam e definem este quadro e as possíveis soluções no âmbito das práticas educativas.

Duração: 6 horas
Público-alvo: Professores dos Ensinos Fundamental I, II ou Médio e estudantes concluintes dos cursos de Licenciatura ou Pedagogia;.
Número de vagas: 50
Taxa: R$ 40,00
Professores da rede pública de ensino: R$ 20,00
Oficina 5

05 e 12/04
(6asfeiras)

14h - 17h
Possibilidades no Ensino de Logaritmos
Otávio Augusto da Silva Lins (Aluno da Licenciatura em Matemática do IME - USP)
Prof. Rogério Osvaldo Chaparin (CAEM - IME - USP)

Resumo: É muito comum encontrarmos obstáculos no que se diz respeito ao entendimento do conceito de Logaritmos, por ser um tema bastante abstrato. Como consequência, muitas vezes, os métodos de ensino comumente usados em sala de aula acabam sendo inócuos, tornando o tema frustrante para os alunos e para o professor. Em virtude disso, iremos discutir nesta oficina diferentes possibilidades que permeiam o ensino de logaritmos para a educação básica, de maneira a apresentar opções que possam tornam o aprendizado de logaritmos mais eficiente e significativo.

Duração: 6 horas
Público-alvo: Professores de Matemática do Ensino Médio.
Número de vagas: 50
Taxa: Atividade gratuita
Oficina 6

06 e 13/04
(sábados)

09h - 12h
Atividades didáticas relacionando Matemática e Criptografia
Marcelo Araújo Rodrigues (Mestre pelo PROFMAT)
Prof. Rogério Osvaldo Chaparin (CAEM - IME - USP)

Resumo: Sabemos que nos dias atuais, um dos desafios do professor de Matemática é despertar o interesse, o gosto no aluno por essa disciplina, fazendo-o compreender que é possível utilizar muitos dos conteúdos trabalhados em sala de aula no seu cotidiano. Um dos conceitos mais utilizados atualmente é a ideia da Criptografia, seja em bancos, compra de sites ou mesmo em aplicativos móveis. Essa oficina tem como objetivo apresentar atividades didáticas que aliam conteúdos de Matemática e de Criptografia.

Duração: 6 horas
Público-alvo: Professores de Matemática do Ensino Médio.
Número de vagas: 50
Taxa: R$40,00
Professores da rede pública de ensino: R$20,00
Oficina 7

27/04
(sábado)

09h - 12h
Praticando Estatística na Educação Básica
Prof. Marcos Nascimento Magalhães (IME - USP)

Resumo: Pretendemos discutir o uso de atividades no ensino-aprendizagem de Estatística para a Educação Básica por intermédio dos seguintes tópicos: Estatística na escola e na sociedade; atividades em Estatística: sala de aula, mini aplicativos, planilhas, proposta de projetos, filmes e vídeos; portais de interesse; referências.

Duração: 3 horas
Público-alvo: Professores de Matemática do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio; interessados em geral.
Número de vagas: 50
Taxa: Atividade gratuita
Oficina 8

11, 18 e 25/05
(sábados)

09h - 12h
Exploração de atividades de Geometria 2D e 3D com o auxílio do software GeoGebra
Prof. Roberto Seidi Imafuku (Instituto Federal de São Paulo)
Profa. Vera Helena Giusti de Souza (IME - USP)
Prof. William Vieira (Instituto Federal de São Paulo)

Resumo: Segundo o pesquisador e matemático sul-africano Michael De Villiers (2002), “... as demonstrações são uma parte indispensável do conhecimento matemático ... e seu valor está muito além da mera verificação de resultados” e ferramentas como o GeoGebra permitem que, por meio da dinamicidade e da visualização, se façam conjecturas sobre propriedades geométricas que podem posteriormente ser demonstradas. Para estas oficinas, propõe-se a exploração, com o auxílio do software GeoGebra, de atividades com diferentes abordagens, como ¨caixa preta¨, lugar geométrico, traço, controle deslizante, para explorar propriedades geométricas 2D e 3D, com alunos da Educação Básica.

Duração: 9 horas
Público-alvo: Professores do Ensino Fundamental II e Médio; interessados em geral.
Número de vagas: 20
Taxa: R$40,00
Professores da rede pública de ensino: R$20,00
Oficina 9

17, 24 e 31/05
(6asfeiras)

14h - 17h
Números irracionais e grandezas incomensuráveis
Profa. Ruth Ribas Itacarambi (CGIEM - Grupo Colaborativo de Investigação em Educação Matemática)

Resumo: A oficina tem como objetivos: reconhecer que existem situações problemas, em particular, ligadas à geometria e medidas, cujas soluções não são dadas por números racionais; compreender a necessidade da ampliação do sistema de numeração dos racionais aos irracionais; identificar o número irracional como um número de representação decimal infinita e não periódica; discutir o significado de grandeza e a relação com medidas; apresentar situações em que ocorrem grandezas comensuráveis e incomensuráveis; resolver problemas envolvendo números irracionais e formas de arredondamento para efetuar os cálculos.

Duração: 9 horas
Público-alvo: Professores de Matemática dos Ensinos Fundamental e Médio; interessados em geral.
Número de vagas: 50
Taxa: R$40,00
Professores da rede pública de ensino: R$20,00
Oficina 10

01/06
(sábado)

09h - 12h
Quatro maneiras de calcular volumes de cones e pirâmides
Prof. Eduardo Colli (IME - USP)

Resumo: A fórmula de volume de cones e pirâmides é conhecida: só depende da área da base e da altura. "Cone" aqui pode ser entendido num sentido bem amplo, do qual "pirâmide" é só um caso particular: uma figura delimitada por uma base e pelas retas que ligam o contorno dessa base a um ponto qualquer do espaço. Tendo sempre por trás o Princípio de Cavalieri, pode-se ou apelar para o conhecimento do volume de uma única pirâmide, e daí deduzir o volume de todos os cones imagináveis, ou então transferir o problema para a determinação da área sob o gráfico de uma função polinomial quadrática (uma parábola). Este último problema tem soluções muito bonitas: pode-se usar soma de PGs, ou a soma dos n primeiros quadrados, ou ainda bater na porta do Cálculo Diferencial e Integral.

Duração: 3 horas
Público-alvo: Professores de Matemática dos Ensinos Fundamental II e Médio; interessados em geral.
Número de vagas: 50
Taxa: R$20,00
Professores da rede pública de ensino: R$10,00
Oficina 11

15/06
(sábado)

09h - 17h
Integração da calculadora científica na prática docente, através da abordagem TPACK
Prof. Jalman Alves de Lima

Resumo: Considerando a questão “Como integrar a calculadora científica em sala de aula como um instrumento de aprendizado, sob perspectiva de formação de professores?”, o objetivo desta oficina é apresentar uma discussão sobre a integração da calculadora científica na prática docente, para além da inserção, fundamentada no Conhecimento Tecnológico e Pedagógico do Conteúdo – TPACK. Queremos propor uma discussão aos professores sobre a inclusão e integração da calculadora científica como recurso didático no ensino, para além da inserção. Esta oficina prática tem como finalidade principal pôr os docentes em situações de aprendizado, com estudo do roteiro de aula “Qual a melhor aposta?”, apoiados no uso da calculadora, bem como possibilitar que experimentem o significado dessas vantagens para a sala de aula. Esperamos que ao término desta oficina tenhamos contribuído na discussão sobre o uso da tecnologia e a sua inclusão e integração nos currículos tornem as situações de ensino e aprendizagem mais enriquecedoras. As calculadoras científicas estarão disponíveis na oficina. Conteúdo Específico: Análise combinatória e probabilidade.

Duração: 6 horas
Público-alvo: Professores de Matemática dos Ensinos Fundamental e Médio; interessados em geral.
Número de vagas: 50
Taxa: R$40,00
Professores da rede pública de ensino: R$20,00


Rua do Matão, 1010 sala 167 - bloco B
05508-090 - São Paulo - SP
Brasil
E-mail: caem@ime.usp.br
Telefone e Fax: (11) 3091-6160