Notas sobre escrita de textos na área de Sistemas de Computação na língua de Camões

Escrever textos sobre Sistemas de Computação em uma língua diferente de inglês nunca foi fácil. Duas coisas agravam ainda mais a situação quando se trata de traduzir termos técnicos para o português do Brasil.

O primeiro problema é o complexo de inferioridade do brasileiro em relação à sua língua, que o faz pensar que tudo que é dito em português "soa mal" por mais preciso e elegante que seja, enquanto que tudo que é dito em inglês "soa bem" por mais milk-shakeônico que seja. Por exemplo, franceses e espanhóis traduzem o termo "mouse" para as suas línguas enquanto que os brasileiros acharam que seria ridículo traduzir para "rato". Como se o termo "mouse", em inglês, tivesse alguma elegância ou superioridade...

O segundo problema é que, desde 1995, muitos termos de sistemas de computação caíram na boca do povo leigo. Daí, muitos termos que já eram consagrados no português (como por exemplo, "núcleo" para se referir à parte do SO que é executada em modo protegido, sendo a tradução padrão de "kernel") caíram na boca de milhões de pessoas que, por preguiça ou desconhecimento, passam a usar o termo em inglês no lugar do termo já consagrado em português.

Outro dia, no programa Bola na Rede, o Kajuru (aquele comentarista esportivo) disse que é um absurdo o Juca Kfouri falar em "sítio da Internet", que o correto é "site da Internet". Uma completa inversão de valores.

Em meus textos, e nos de meus orientandos, eu gosto de ver um cuidado especial para com a nossa língua. Termos que já possuem traduções consagradas para o português devem aparecer em português. Termos novos que poderiam ser traduzidos facilmente, devem ser traduzidos. Se houver perigos de mal entendidos, é aconselhável que, na primeira ocorrência do termo, se coloque, entre parênteses em itálico, o termo equivalente em inglês.

Por outro lado, se for muuuito difícil traduzir um determinado termo sem comprometer o entendimento do texto ou se o termo estrangeiro é de uso padrão no português, aí devemos usar o termo em inglês, em itálico. Em alguns casos extremos de palavras já incorporadas ao português há mais de uma década, como nos neologismos "software", "byte" e "middleware", o itálico é desnecessário.

Aliás, um dado interessante é que muitos dos erros apontados abaixo foram cometidos por mim quando eu era aluno de graduação e de mestrado. Na época, meus professores me alertaram sobre esses erros e eu fui tentando melhorar o meu português aos poucos.

É bom não se esquecer que uma língua é algo vivo, dinâmico. Uma tradução "errada" ou uma falta de tradução depois de repetida por muitos anos acaba, por bem ou por mal, se tornando uma tradução "correta".

A seguir, uma pequena lista de termos que são normalmente mal traduzidos. Recomendo especial atenção a eles.

Termo em InglêsTradução Correta Tradução Indesejável
advice (AOP) adendo conselho
audio áudio audio
Autonomic Computing Computação Autônoma Computação Autonômica
assume suponha, considere assuma
assumption pressuposto, suposição, assunção
[dynamic] binding enlace [dinâmico], associação
to check verificar checar (não é errado)
correctness correção corretude
to customize personalizar, configurar, particularizar customizar
to crash cair
conservative conservador conservativo
container contêiner container
to debug depurar debugar
debugger depurador debugador (argh!)
debugging depuração debugação (sfurtz!)
a dependable system um sistema no qual se pode confiar (depender) um sistema dependente
dependability confiança no funcionamento dependência
effective eficaz efetivo
to elicit prospectar, eliciar (fig.), coletar, obter, descobrir, extrair, capturar elicitar
eventually mais cedo ou mais tarde, finalmente, futuramente (algo que vai acontecer eventually, vai acontecer com certeza em algum instante futuro) eventualmente, possivelmente
embedded embutido (mais correto), embarcado (mais usado) embebido
(wave) envelope envoltória (de onda) envelope (de onda)
to envelope envolver envelopar
fault falha, falta
failure defeito, avaria, (falha pode ser usada se o contexto permitir)
idiom expressão idiomática idioma
indentation indentação (prefiro), endentação
maintainability manutenibilidade, manutenabilidade
mandatory obrigatório mandatório
membership service serviço de pertinência
middleware (plural) sistemas de middleware middlewares
mission critical systems sistemas críticos à missão sistemas de missão crítica (não tenho certeza de que está errado, alguma opinião?)
to overload sobrecarregar
to override sobrepor
pervasive computing computação ubíqua (ubiquitous computing é usado como sinônimo de pervasive computing em 95% dos casos) computação pervasiva (a tradução correta seria computação permeada, mas alguns pesquisadores preferem criar o neologismo computação pervasiva)
plain text texto puro texto plano
principal sujeito, entidade principal
procedural procedimental procedural
random aleatório randômico
realistic realista realístico
request requisição, pedido
requirements requisitos requerimentos
to require exigir, necessitar, requerer
to return X devolver X, fornecer X retornar X
to return (intransitivo) voltar, retornar
reuse reúso reuso
to run (a program) executar rodar (aceito informalmente)
safety segurança no funcionamento
security segurança, segurança no uso
serialization seriação serialização
system under test sistema em teste sistema sob teste
software (plural) sistemas de software, programas softwares
to support prover, dar suporte, implementar, incluir, comportar, contemplar, oferecer, disponibilizar suportar (não é errado se usado como sinônimo de sustentar; é apenas feio :-)
technical debt dívida técnica débito técnico
test-first programming programação com testes a priori
test-driven development desenvolvimento guiado por testes (prefiro) ou desenvolvimento dirigido por testes
to trace rastrear
trace rastreamento, rastro (?) traço (?)
unit tests testes de unidade testes unitários (blergt :-)


Palavras que, às vezes, não são traduzidas mas deveriam ser:

aspect aspecto
aspect weaver combinador
core núcleo
concern (AOP) interesse
to crosscut entrecortar
cloud computing computação na nuvem, computação em nuvem
crosscuting concern interesse transversal (melhor) ou interesse entrecortante
data mining mineração de dados
data warehouse armazém de dados, depósito de dados
deadlock impasse, travamento
default padrão, valor padrão
the default value is X por omissão, considera-se o valor X; o valor padrão é X.
delay atraso
deployment implantação
early aspects aspectos iniciais
eXtreme Programming Programação eXtrema
file system sistema de arquivos
framework arcabouço
Grid Grade
hack gambiarra
host máquina, hospedeiro, computador
inter-type declaration declaração intertipos
job tarefa
join point ponto de junção
kernel núcleo
layout leiaute, formato
lock bloqueio
name space espaço de nomes
nested aninhado, encaixado
offset deslocamento
open source código aberto
obliviousness inconsciência
overhead custo adicional, carga extra, sobrecarga (alguns pesquisadores não gostam da tradução para sobrecarga (eu gosto :-) pois sobrecarga também é a tradução de overload; use apenas se o sentido estiver claro)
overlay network rede sobreposta
parser analisador, analisador sintático
pair programming programação em pares
payload carga útil
performance desempenho (alguns julgam que performance é aceitável, mas eu não vejo porque usá-la dado que temos desempenho que é tão elegante e funciona tão bem)
prefetching transferência antecipada, busca antecipada
query consulta
refactor refatorar (vem de fatorar novamente, como na fatoração matemática)
refactoring refatoração
router roteador
separation of concerns separação de interesses
scattering (AOP) espalhamento
stakeholders interessados, partes interessadas
switch comutador [de pacotes]
static/dynamic crosscutting interesse transversal (ou entrecortante) estático/dinâmico
tangled entrelaçado, emaranhado
tangling entrelaçamento
theme tema
throughput vazão
testbed ambiente de/para testes
weaving (AOP) combinação
to wrap envolver, encapsular
wrapper invólucro, envólucro


Palavras que muitas vezes não são traduzidas mas que poderiam ser:

assembler montador
assembly language linguagem de montagem
bug erro
browser navegador
checkpoint ponto de salvaguarda
cluster aglomerado (em sistemas), agrupamento (em aprendizado)
to commit, commit consolidar, consolidação, efetivar (protocolo de efetivação em 2 fases)
design projeto (ou desenho em alguns casos)
deprecated preterido
dummy-object objeto fantoche
email correio eletrônico, mensagem
hash table tabela de espalhamento, tabela de dispersão, tabela de hash
hash function função de espalhamento, função de resumo criptográfico ou, simplesmente, resumo criptográfico
hop salto
I/O E/S
linker ligador
log registro
multi-threaded múltiplos fluxos de execução, múltiplas linhas de execução
page fault falta de página
patch remendo, componente de atualização
peer par (cuidado para evitar confusão com par/"pair")
peer-to-peer par-a-par
pipe duto
polling varredura, consulta periódica
proxy procurador, representante
round-robin rodízio
site sítio
starvation inanição
string cadeia de caracteres, cadeia
template gabarito, modelo, molde
thread fluxo de execução, linha de execução, processo leve
trade-off dicotomia (mais ou menos), o melhor é explicar a relação por extenso
vendor lock-in aprisionamento tecnológico
web teia, Web (com inicial maiúscula é o correto quando considerado como nome próprio; assim como Internet, dispensa itálico)


Há ainda algumas palavras que possuem significados diferentes em inglês mas que são traduzidas para a mesma palavra em português. Neste caso, recomendo a tradução para o português mas que o texto seja estendido de forma a eliminar ambiguidades. Por exemplo, tanto overhead quanto overload podem ser traduzidos para sobrecarga; mas, quase sempre, o contexto deixa claro qual é o significado. Um caso mais complicado é security e safety que são traduzidos para segurança; aí não dá outra, tem que explicar. Algus pesquisadores usam "segurança no uso" para security e "segurança no funcionamento" para safety.

Note que o mesmo problema acontece quando traduzimos do português para o inglês, Ou seja, às vezes, dois termos diferentes em português são traduzidos para a mesma palavra em inglês. Com certeza, os americanos, quando se deparam com esse problema, não consideram a possibilidade de usar o termo em português :-), eles simplesmente se esforçam um pouco mais para re-escrever o texto de forma a eliminar a ambigüidade.


Esta página está em processo de formação. Sugestões são muito welcome!

Em particular, se voce tiver sugestões de boas traduções para algum dos seguintes termos, mande prá mim: trade-off, renderizar, fixture, checkpointing, device driver. Também tenho dúvidas em relação a usar "invocar" como tradução de "invoke" no contexto de chamada de métodos; se você tiver argumentos bons a favor ou contra, por favor, mande prá mim.

Agradecimentos

Esta página recebeu a contribuição das seguintes pessoas: Arnaldo Mandel, Nelson Posse Lago, Routo Terada, Orlando Loques, Roberto Marcondes, Alfredo Goldman, Livio Baldini Soares, Marcelo Finger, Dilma M. Silva, Rodrigo Castro, Rodolfo Jardim de Azevedo, Tomasz Kowaltowski, Marcus Vinicius, Luis Lamb, Walfredo Cirne, Cecilia Rubira, Luiz Fernando Gomes Soares, Francisco Vilar Brasileiro, Thaís Ruas Vieira, Carlos Maziero, Markus Endler, David, Paulo Veríssimo, Rodrigo C. Vieira, João Eduardo Ferreira, José Carlos Maldonado, Paulo Cesar Masiero, João Dubeux Kawamura, Henrique Brodbec, Mario Domenech Goulart, Fernando Antonio Mota Trinta, Ricardo Ribeiro dos Santos, Fábio Fagundes Silveira, a comunidade AOSDbr, Alcides Calsavara, Leonardo Penczek, Augusto Jun Devegili, Fabiano M. Atalla da Fonseca, Anderson Sanches. Se eu me esqueci d'ocê, por favor, refresque a minha memória :-)

Páginas Relacionadas