BANCOS DE DADOS RELACIONAIS NÃO-NORMALIZADOS:
O FUTURO JÁ CHEGOU

Valdemar W.Setzer
vwsetzer@ime.usp.br www.ime.usp.br/~vwsetzer

Resumo da palestra

Em 1986 previmos, em nosso livro de bancos de dados, que o modelo relacional não-normalizado (isto é, permitindo relações - tabelas - encaixadas dentro de tabelas ou, em outras palavras, atributos que assumem valores compostos ou conjuntos de valores) seria o modelo do futuro para os bancos de dados.

Depois do aparecimento espúrio de gerenciadores de bancos de dados que implementavam parcialmente esse modelo, começando com o ADABAS na década de 1970, finalmente um grande fabricante de GBDs resolveu adotá-lo. Infelizmente, sua solução não consertou o mal pela raiz, mas por meio de um apêndice, que não deixa de ser útil. Infelizmente, seus usuários continuam a projetar BDs normalizados. É importante conhecer as possibilidades e vantagens que um modelo não-normalizado oferece, e saber o que deveríamos exigir dos fabricantes.


Realizações:

1. 16/8/01, na UNICAMP, dentro do congresso "Computação e Mercado". A palestra foi promovida pela PCA Engenharia de Software.