Leitura e Escrita simultâneas na placa de som


[Home] [Dissertação] [Biba] [Linux] [Conjugue] [br.ispell] [axw3] [uplink]

Você pode imaginar a placa de som como sendo um mixer. Lê várias entradas de áudio, combina-as e gera um sinal de saída para um alto-falante ou para a entrada de um equipamento de som. As entradas geralmente incluem, entre outras, CD e microfone.

A placa faz essa mixagem independentemente da CPU. Ela está entretanto conectada ao BUS, para receber alimentação da fonte, para poder ser controlada pelo micro (por exemplo para regular o volume de cada entrada), e para que o micro possa injetar mais um sinal para ser mixado com os outros, ou ler o sinal que uma ou mais das outras entradas está produzindo.

O primeiro caso é usado por exemplo por um game no momento em que ele gera um efeito sonoro como uma explosão ou um disparo. Se você, assim como eu, nunca entendeu o que era aquele ítem "PCM" dos mixers como o xmixer, trata-se da regulagem de volume deste sinal. O segundo é usado quando você está digitalizando a voz de uma pessoa que fala ao microfone, armazenando-a num arquivo do disco, ou armazenando no winchester um trecho de uma música que está sendo "tocada" no drive de cd-rom.

Assim, ler e escrever simultâneamente significa realizar essas duas operações ao mesmo tempo, o que ocorre quando se deseja mixar sinais sendo um deles gerado pelo próprio micro, e gravar o resultado no winchester, ao invés de simplesmente reproduzi-lo no alto-falante ou gravá-lo num tape deck conectado ao conector line out da placa de som. Por limitações às vezes de hardware e às vezes de software, nem sempre é possível realizar leitura e escrita simultâneas.