Nossa missão

Usar a computação para fortalecer o pilar da extensão na universidade, promovendo uma relação dinâmica e bidirecionada de contato, suporte e aprendizado entre a comunidade universitária e a sociedade em que essa está inserida.

Nossa visão

Um cenário de equidade dos saberes, no qual as universidades superem as barreiras de restrição de conhecimentos e técnicas. Pretendemos, a longo prazo, contribuir para uma formação universitária que estimule maior consciência social, capaz de gerar profissionais da área de computação hábeis em refletir sobre as implicações éticas e sociais do seu trabalho, desmentindo, assim, o mito da neutralidade tecnológica. Ademais, colaborar para o melhor entendimento por parte da população sobre o potencial de transformação da tecnologia, os seus usos na dinâmica social e as formas que ela pode ser usada a seu favor.

Nossas atividades

Encorajamos estudantes a encontrarem modos de combinar seu interesse pela ciência da computação e pelo impacto social. Fazemos isso ao:

  1. construir uma rede de estudantes interessados em melhorar a comunidade local e a sociedade, e criar oportunidades para que eles possam engajar-se em projetos com esse fim;
  2. unir esforços para formar uma sociedade e profissionais éticos e conscientes sobre o uso da tecnologia;
  3. promover a educação tecnológica igualitária da população por meio de cursos, oficinas e ações promovidas pelo grupo;
  4. estimular alunos a usarem a tecnologia para solucionar problemas da comunidade local;

Em termos gerais, pretendemos que os estudantes entendam como a tecnologia pode ser utilizada para o bem coletivo, e utilizem esse conhecimento na prática, por meio de colaborações com a comunidade local, os serviços públicos, as organizações não-governamentais e as sem fins lucrativos.

Membros atuais

Arthur Kubagawa
Artur Magalhães
Beatriz Marouelli
Bruna Thalenberg
Daniel Nunes
Eduardo Laurentino
Isabela Blucher
Lucas Santos
Verônica Stocco
Vitor Santa Rosa