O algoritmo será implementado na linguagem PERL. Abaixo, apresentamos uma breve introdução à essa linguagem, verificando o porquê dela ter sido escolhida.

A sigla PERL significa "Practical Extraction And Report Language". Tal linguagem permite a criação de programas em ambientes UNIX, MSDOS, Windows, Macintosh, OS/2, e em outros sistemas operacionais. Trata-se de uma linguagem que possui funções muito eficientes para manipulação de textos, o que a torna muito popular para programação de formulários WWW, além de ser muito utilizada em tarefas administrativas de sistemas UNIX, onde a linguagem nasceu e cresceu.

A linguagem PERL está sendo amplamente utilizada por ser rápida, eficiente e de fácil manutenção na programação de uma ampla faixa de tarefas, particularmente aquelas que envolvem manipulação de arquivos de texto. Além disso, existem muitos programadores de PERL compartilhando seus códigos abertamente.

 Um exemplo da aplicação prática da linguagem PERL envolve a manipulação de arquivos ASCII, principalmente as páginas de Internet que se modificam dependendo de dados fornecidos pelo usuário.

Um pequeno código PERL é capaz de realizar muitas ações. Em termos de linguagem de programação, isso geralmente significa que o código será difícil de ler e penoso de escrever. Mas, embora Larry Wall - autor da PERL - afirme que a linguagem seja mais funcional do que elegante, a maioria dos programadores rapidamente descobre que o código PERL é muito legível. Podemos dizer, portanto, que uma das grandes qualidades da linguagem PERL é unir eficiência à disponibilidade de utilização.

Muitos  questionam se os programas em PERL são compilados ou interpretados. De fato, a PERL é um pouco especial a esse respeito, podendo-se dizer informalmente que existe um compilador que pensa ser um interpretador. Existe um estágio de otimização em que o código de programa é compilado e transformado em código executável para que a linguagem seja realmente eficiente. Entretanto, ela não grava esse código em um arquivo executável separado. Ao invés disso o código executável apenas é copiado pra memória, sendo depois utilizado. Isso significa que a PERL combina o ciclo de desenvolvimento rápido de uma linguagem interpretada com a execução eficiente de um código compilado.

Essa  necessidade de se compilar o código cada vez que o programa é executado é uma desvantagem,  entretanto isso faz com que os desenvolvedores sejam obrigados a distribuir sempre seus códigos-fonte para os usuários. De qualquer maneira, a fase de compilação é muito rápida, sendo possível que nem se note uma demora entre a ativação do script PERL e o início da execução.

Em síntese, decidiu-se pela utilização dessa linguagem na implementação deste projeto principalmente por sua extrema capacidade em manipular arquivos de texto e pela boa interação que possui com a Internet, recursos que se sobressaem às possíveis desvantagens citadas.

A seguir, segue um pequeno exemplo de um programa escrito em PERL que lê algumas entradas do teclado e não continua enquanto a senha estiver incorreta:

 

#!/usr/local/bin/perl

print "Senha?";   #pergunta pela senha de entrada
$a = <STDIN>;    #recebe a entrada
chop $a;       #remove o caractere nova linha (\n) do final da entrada
while ($a ne "projeto")   #enquanto a entrada estiver errada
      {
      print "Senha invalida. Tente novamente. Senha?";   #pergunta novamente a senha
      $a = <STDIN>;  #recebe a entrada novamente
      chop $a;    #retira o caractere (\n) novamente
      }