Esta é uma disciplina anual (mas o início pode ser no primeiro ou no segundo semestre). É esperado que o estudante matriculado desenvolva um trabalho de iniciação científica ao longo de um ano. No início, um plano de trabalho (feito em comum acordo com o orientador) deve ser entregue à comissão e ao término do trabalho, deve ser produzido um relatório detalhado.

O conteúdo do trabalho deverá ser de nível pelo menos equivalente ao de uma disciplina intermediária do Bacharelado em Matemática. Espera-se, entretanto, que parte substancial do trabalho não esteja contida em disciplinas do Curso. O objetivo é propiciar um primeiro contato com tarefas e técnicas que possam ser úteis ao futuro estudante de pós-graduação e, mais tarde, ao docente e/ou pesquisador na área. Nesse sentido, recomenda-se fortemente que o aluno seja incentivado a realizar atividades normalmente não exigidas nas disciplinas normais e que possam ser úteis em seu trabalho futuro. Como exemplo, mencionamos: pesquisas bibliográficas em livros, artigos ou páginas da Internet; uso de software para digitação de textos e como auxiliar no trabalho; discussões periódicas com o orientador e outros  interlocutores e apresentação de resultados em forma oral e escrita.

Para alunos que se matricularam nesta disciplina no início do ano, pedimos atenção às datas abaixo. As datas entre parêntesis referem-se aos prazos para estudantes que iniciaram a disciplina no segundo semestre.

Até 31 de março (31 de agosto) – entrega do plano de trabalho por email (para a coordenação da comissão do BM e com cópia para o orientador).

Até 30 de junho (30 de novembro) – envio de mensagem por email (para a coordenação da comissão do BM e com cópia para o orientador) relatando que o trabalho está caminhando a contento.

Até 30 de novembro (30 de junho) – envio do relatório final por email (para a coordenadora da comissão do BM e com cópia para o orientador) e envio de cópia em papel (assinada pelo aluno e pelo orientador). O orientador será requisitado a dar uma nota para o trabalho desenvolvido.

Caso alguma destas comunicações não possa ser realizada é sinal de que o andamento do trabalho não está de acordo com o esperado. O melhor é trancar a disciplina e dar continuidade ao trabalho no semestre seguinte.

Todas as comunicações devem ser com cópia para o orientador. Esta é uma forma de assegurar, para a comissão, a ciência do orientador.


O relatório final é a comunicação do trabalho realizado e deve ser confeccionado com dedicação e cuidado. É interessante que haja uma introdução abordando as motivações da escolha do tema. A parte mais técnica deve deixar claro quais dos resultados vistos são mais relevantes. Demonstrações importantes para o entendimento do trabalho e, até mesmo, exercícios interessantes podem (e devem) ser mencionados.

Para ter um parâmetro, imagine que alguém que não é da área específica vai ler o relatório e precisa, através dele, ter uma boa idéia do trabalho desenvolvido.

Estágios, com conteúdo matemático, poderão ser aceitos em caráter excepcional a critério da Comissão, que dever ser procurada para aprovação prévia, nesse caso.

Procure alguém da comissão do BM em caso de dúvidas que ainda persistam.