1. INSCRIÇÃO E ADMISSÃO


Os candidatos à admissão ao Doutorado deverão enviar ao Serviço de Alunos de Pós-Graduação (SVAPG) do IME-USP os seguintes documentos:

  • Formulário de Inscrição, devidamente preenchido, inclusive uma exposição de propósitos, descrevendo de modo sucinto os motivos acadêmicos da solicitação, as perspectivas com relação ao curso e as áreas de maior interesse;
  • Histórico Escolar (recente), emitido pela instituição onde o candidato realizou seus estudos superiores, e cópia da Dissertação de Mestrado, quando houver;
  • Cartas de Recomendação (pelo menos duas), emitidas por professores ou pesquisadores de conhecimento do candidato, segundo os padrões do formulário disponível junto ao IME-USP, enviadas diretamente pelos informantes ao SVAPG;
  • Curriculum vitae;
  • Texto em português, espanhol ou inglês, com resumo da dissertação de mestrado ou do trabalho de conclusão da graduação, ou pequeno projeto científico, ou descrição dos interesses científicos do candidato. Este texto servirá para avaliar o potencial científico do candidato, bem como a sua capacidade de expressão e síntese. Ele deverá ter no máximo 10 páginas.


O formulário de inscrição e a carta de recomendação poderão ser obtidos através de pedido por escrito enviado a


Universidade de São Paulo
Instituto de Matemática e Estatística
Serviço de Alunos de Pós-Graduação
Rua do Matão; 1010 - Sala 23 - B
05508-090 - São Paulo - S.P.


Ou pela Internet, no seguinte endereço: http://www.ime.usp.br/mae/posgrad/formularios


Os prazos de inscrição para candidatos a bolsa são 15 de junho e 15 de novembro de cada ano (para ingresso no semestre seguinte).


O pedido de inscrição será julgado pela Comissão de Admissão e Bolsas do respectivo programa, que levará em conta a formação do candidato, seu potencial científico e sua área de interesse. A Comissão de Admissão e Bolsas poderá

  • admitir o candidato diretamente,
  • condicionar a admissão do candidato ao seu desempenho em exame de seleção e/ou em atividades preliminares e/ou complementares, tais como disciplinas oferecidas nos cursos de verão e/ou disciplinas de adaptação,
  • submeter o candidato em uma segunda etapa de avaliação, constando de uma entrevista e de uma apresentação para uma banca do resumo da dissertação enviado anteriormente,
  • não admitir o candidato;
  • considerar, em caráter excepcional, candidaturas que não possam satisfazer alguma das solicitações elencadas acima.

 


 

2. ORIENTAÇÃO

 

Cada estudante de pós-graduação é orientado por um docente que deve ser credenciado pela CPG no respectivo programa e ao nível pertinente. A composição do corpo de orientadores credenciados é divulgada em fluxo contínuo.

Inicialmente a Comissão de Admissão e Bolsas designará para cada estudante um orientador de programa. Este irá orientar o estudante quanto à escolha de um elenco de disciplinas mais adequado ao seu perfil e à sua área de interesse. Caberá ao estudante decidir em que área de pesquisa deseja fazer a sua tese, e contar com a concordância de um docente para atuar como seu orientador.

A substituição do orientador de programa por um orientador de tese deverá ocorrer dentro de um prazo de 12 meses, contado a partir da matrícula no curso. Para tanto, o estudante deverá encaminhar um pedido a CPG no qual deverá constar a anuência do novo orientador.

A lista atualizada dos orientadores poderá ser obtida no seguinte endereço: http://www.ime.usp.br/pos.

 

 



 

3. MATRÍCULA

 

Cada estudante de pós-graduação deverá efetuar a matrícula regularmente, em cada período letivo, nas épocas e prazos fixados pela CPG no Calendário Escolar, em todas as fases de seus estudos (mesmo quando não esteja cursando disciplinas ou tiver concluído os créditos), até a obtenção do título de Doutor. A escolha das disciplinas a serem cursadas, quando for o caso, deve ser previamente aprovada pelo orientador do estudante.

O estudante que, com a anuência do seu orientador, requerer cancelamento de matrícula em uma disciplina, dentro do prazo previsto no Calendário Escolar, não terá a referida disciplina incluída no seu histórico escolar. Tal cancelamento não terá efeito suspensivo em relação aos prazos máximos regimentais.

Estudantes inscritos em cursos de pós-graduação no IME-USP podem se matricular em disciplinas oferecidas por outras Unidades da USP ou por outra instituição. Para convalidação dos créditos obtidos em disciplinas cursadas em outra Instituição, o estudante deverá encaminhar à CPG um requerimento acompanhado do programa, a duração e de uma declaração da Instituição onde conste a nota e a freqüência na disciplina, que deve ser aprovado por seu orientador, solicitando o aproveitamento dos créditos.

 

 




4. REQUISITOS GERAIS

 

Para a conclusão do programa, o estudante deverá, dentro dos prazos e condições estipulados a seguir, desenvolver as seguintes atividades:

  • Cursar disciplinas;
  • Participar em seminários;
  • Submeter-se ao Exame de Qualificação;
  • Submeter-se ao Exame de Proficiência em Línguas;
  • Elaborar e defender a Tese de Doutorado.

 

 

 


5. CRÉDITOS
Créditos Mínimos Exigidos

REGULAMENTO NOVO (alunos com ingresso a partir de 2007 ou ingresso anterior a 2007 mas que fizeram opção pelo novo Regulamento)

Para a conclusão do programa, o estudante deverá

  • nos cursos de Doutorado Normal (com Mestrado), completar um total de 172 créditos: 40 créditos em disciplinas, 12 créditos em seminários ou disciplinas (a critério do estudante e do seu orientador) e 120 créditos pela elaboração da Tese de Doutorado.
  • nos cursos de Doutorado Direto (sem Mestrado), completar um total de 200 créditos: 64 créditos em disciplinas, 16 créditos em seminários ou disciplinas (a critério do estudante e do seu orientador) e 120 créditos pela elaboração da Tese de Doutorado.

 

REGULAMENTO ANTIGO (alunos com ingresso anterior a 2007 e que não fizeram opção pelo novo Regulamento)

Para a conclusão do programa, o estudante deverá

  • nos cursos de Doutorado Normal (com Mestrado), completar um total de 120 créditos: 48 créditos em disciplinas, 12 créditos em seminários ou disciplinas (a critério do estudante e do seu orientador) e 60 créditos pela elaboração da Tese de Doutorado.
  • nos cursos de Doutorado Direto (sem Mestrado), completar um total de 200 créditos: 64 créditos em disciplinas, 16 créditos em seminários ou disciplinas (a critério do estudante e do seu orientador) e 120 créditos pela elaboração da Tese de Doutorado.

 

Pela participação em um seminário, devidamente registrado junto à CPG até o início das aulas, podem ser atribuídos 2 créditos ao estudante que ministrar uma palestra com duração de aproximadamente 90 minutos, mediante solicitação do professor responsável, a ser entregue conjuntamente com o relatório sobre o seminário. O número máximo de créditos que pode ser obtido em um único seminário é 8.

Créditos Especiais

Poderão, a critério da CPG, ser atribuídos créditos especiais pela participação em evento científico com apresentação de trabalho (publicado em resumo ou por extenso) de 2 (dois) créditos por evento, até o limite de 4 (quatro) créditos e pela publicação de artigo em revista com arbitragem de 4 (quatro) por artigo, até o limite de 8 (oito) créditos..

 

 



6. DISCIPLINAS

 

O estudante deverá ser aprovado em duas disciplinas do Módulo I sendo uma delas MAE-5811 – Probabilidade Avançada I ou MAE-5834 – Estatística Avançada I.
Elenco de disciplinas do Módulo I:
• MAE-5741 – Inferência em Processos Estocásticos;
• MAE5748 – Inferência Bayesiana;
• MAE5811 – Probabilidade Avançada I;
• MAE5815 – Probabilidade Avançada II;
• MAE5834 – Estatística Avançada I;
• MAE5835 – Estatística Avançada II.

O desempenho do estudante em cada disciplina será expresso através da atribuição de um dos seguintes conceitos:


A Excelente, com direito a crédito;
B Bom, com direito a crédito;
C Regular, com direito a crédito;
R Reprovado, sem direito a crédito;
T Transferência.

O estudante que obtiver o conceito R em qualquer disciplina poderá repetí-la uma única vez. Nesse caso, será atribuído como resultado final o conceito obtido posteriormente, devendo entretanto o conceito obtido anteriormente constar do seu histórico escolar.


O conceito T será atribuído a créditos relativos a disciplinas cursadas fora da USP, respeitado o limite fixado no Regimento Geral.

 

 




7. EXAME DE QUALIFICAÇÃO

 

O objetivo do Exame de Qualificação é avaliar a maturidade do candidato na sua área de investigação e complementar sua orientação para a etapa final do programa.
O Exame de Qualificação é obrigatório para os candidatos ao título de Doutor.

Para prestar o Exame de Qualificação o estudante deverá completar os créditos exigidos em disciplinas para requerer, junto a CPG, a realização do seu Exame. Este requerimento deve ser acompanhado por um projeto de tese (“projeto de pesquisa”) sucinto, contendo pelo menos uma descrição clara da área e dos problemas a serem abordados, assim como uma lista das referências bibliográficas pertinentes e uma sugestão de nomes para a composição da comissão julgadora, elaborada pelo orientador.

Cabe a CPG indicar a comissão julgadora, que será constituída pelo orientador, como presidente, e outros 2 (dois) membros titulares, assim como 1 (um) membro suplente, todos com título mínimo de Doutor. Poderá a CPG, por maioria de dois terços dos seus membros, indicar especialistas não docentes para participar da referida comissão julgadora.

O Exame de Qualificação deverá ser prestado pelo candidato dentro de um prazo máximo de 90 (noventa) dias após a indicação da comissão julgadora pela CPG.

Nesse exame o candidato será argüido sobre o conteúdo do projeto e áreas correlatas, e será considerado aprovado se obtiver aprovação de pelo menos dois membros da comissão julgadora, não havendo atribuição de conceito.

O candidato que for reprovado no Exame de Qualificação poderá repeti-lo uma única vez, dentro de um prazo máximo de 90 (noventa) dias.

O estudante deverá obter aprovação no Exame de Qualificação até 1 (um) ano antes da sua data limite para conclusão do curso.

 



8. EXAME DE PROFICIÊNCIA EM LÍNGUAS

 

O objetivo do Exame de Proficiência em Línguas é avaliar a capacidade de comunicação do estudante, dentro do ambiente nacional e internacional de pesquisa e divulgação científica.

O estudante deverá obter aprovação no Exame de Proficiência em Línguas até 1 (um) ano antes da sua data limite para conclusão do curso.

O estudante deverá prestar o Exame de Proficiência em Inglês. Os estrangeiros, ingressantes a partir de 29.03.2002, deverão prestar, além do Exame de Proficiência em Inglês, também o de Português.

Nestes exames, o estudante será aprovado ou reprovado, não havendo atribuição de conceito.

O exame será realizado semestralmente nos meses de abril e outubro, administrado por uma Comissão constituída por um membro de cada programa, indicada pela CPG. Os interessados deverão se inscrever no prazo, devidamente fixado e divulgado com antecedência.

O exame de proficiência em inglês consiste de duas etapas sendo a primeira de uma tradução do inglês para o português e a segunda de uma tradução do português para o inglês, de textos curtos (de 30 a 40 linhas) de matemática geral (sem tecnicismos próprios a uma sub-área determinada) preparado pela Comissão
Examinadora. Os candidatos disporão de até 50 minutos para preparar cada tradução (sem auxílio algum, especialmente sem auxílio de dicionário(s)).

A proficiência em Português será comprovada através de uma redação, preparada num prazo de 50 minutos. Em casos excepcionais (por exemplo, quando o aluno é residente no país ou cursou a graduação em país de língua portuguesa), a critério da CPG, a prova poderá ser substituída por uma entrevista.

O aluno aprovado no exame de Português ou na primeira etapa do exame de proficiência em inglês (tradução do inglês para o português) durante o Mestrado, estarão dispensados dos mesmos no Doutorado.

Os alunos estrangeiros que tenham aprovado o curso "Português para Estrangeiros", nível avançado, da Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, poderão ser dispensados do exame de proficiência em Português. Validade da aprovação: 5 anos.

Os alunos que comprovem aprovação no exame Test of English a Foreign Language – TOEFL (mínimo de 213 pontos para o Computer-based- Test - CBT ou 550 pontos para o Paper-based-Test ou 80 pontos para o Internet-based-Test – IBT) ou ainda, do International English Language Test – IELTS (mínimo de 6,0 pontos), serão dispensados do exame de proficiência em língua estrangeira. Validade da aprovação: 5 anos.

Os alunos que comprovem aprovação nas disciplinas Inglês Instrumental Nível 1 e Inglês Instrumental Nível 2 da Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, serão dispensados do exame de proficiência em língua estrangeira. Validade da aprovação: 5 anos.

 



9. DEFESA

 

A defesa da Tese de Doutorado se efetuará perante uma Comissão Julgadora constituída conforme as disposições do Regimento Geral da USP, indicada pela CPG mediante proposta do orientador do estudante e sob a sua presidência.


A defesa somente poderá ser realizada após o estudante ter cumprido todos os outros requisitos.

 



10. PRAZOS

 

Os prazos máximos para a conclusão dos cursos são os seguintes:

  • Doutorado Normal (com Mestrado): 5 anos;
  • Doutorado Direto (sem Mestrado): 6 anos.

Não estará incluído neste prazo um possível período de trancamento de matrícula.

Não há prazos mínimos para a conclusão do curso de Doutorado do IME-USP.

Além destes prazos regimentais, o estudante deverá observar os prazos específicos para a realização dos Exames de Exame de Qualificação e de Exame de Proficiência em Línguas.

 



11. TRANCAMENTO DE MATRÍCULA

Em caráter excepcional, será permitido ao estudante matriculado em curso de Doutorado o trancamento de matrícula, com plena cessação das atividades escolares, em qualquer estágio do respectivo curso, por prazo global não superior a 1 (um) ano, mediante requerimento dirigido a CPG, firmado pelo interessado e com manifestação favorável do orientador. O trancamento de matrícula dependerá de aprovação da CPG e da Câmara de Normas e Recursos do Conselho de Pós-Graduação.

A CPG entende que o trancamento de matrícula pode ser concedido por motivos, devidamente comprovados, tais como problemas de saúde, maternidade ou necessidades de trabalho.

Em qualquer caso, a manifestação do orientador deverá comentar a perspectiva do estudante, após o término do período do trancamento, retornar às atividades escolares e concluir o curso, dentro dos prazos estabelecidos.

 



12. DESLIGAMENTO DO CURSO

O estudante será desligado do curso de Doutorado em que se encontra matriculado se ocorrer qualquer uma das seguintes hipóteses:

  • se for reprovado (conceito R) pela segunda vez em qualquer disciplina;
  • se for reprovado pela segunda vez no exame de qualificação;
  • se não concluir o programa dentro do prazo regimental;
  • se não cumprir qualquer etapa do programa dentro dos prazos estipulados por estas normas;
  • se não efetuar a matrícula regularmente, em cada período letivo, até o final do prazo previsto no calendário escolar fixado pela CPG;
  • a pedido do interessado.

 



14. VIGÊNCIA
Estas normas entram em vigor em 22 de setembro de 2.006, revogadas as disposições em contrário.