Download como arquivo ICAL
"Estratégias de controle do mosquito transmissor da dengue e seus impactos financeiros"
Quarta-feira 16 Outubro 2019, 10:00
Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Candidata: Simone Aparecida de Brito Oliveira

Orientadora: Profa.Dra. Joyce da Silva Bevilacqua

Resumo: Oliveira, S. A. B. Estratégias de controle do mosquito transmissor da dengue e seus impactos financeiros. 2019. 71 f. Dissertação de Mestrado - Instituto de Matemática e Estatística,Universidade de São Paulo, São Paulo, 2019.A epidemia da dengue, causada pelo mosquito Aedes aegypti, tem feito um verdadeiro estragonos cofres públicos da cidade de São Paulo. Pensando nisso, criamos um modelo matemático quecompreende a dinâmica entre humanos e vetores, e nele incluimos três mecânismos de controle aovetor: repelente, inseticida e larvicida. Simulamos 8 cenários diferentes, 4 para epidemia e 4 paraendemia, ambos para as quatro estações do ano nas estratégias Sem Controle; Restrição do R0,que seria o custo para mantermos o R0 controlado abaixo de 1 o ano todo; e Restrição de Custo,mantendo o controle da doença com o menor impacto possível na qualidade de vida da população(DALY), limitando o custo. Concluímos que a melhor opção seria a estratégia Restrição do R0 diantedos cenários epidêmicos e quando a situação passar para o cenário endêmico manter o controle pormeio da estratégia Restrição de Custo.Palavras-chave: Aedes aegypti, dengue, controle, custo, equações diferenciais ordinárias.

Local Auditório Jacy Monteiro, bloco B - Instituto de Matemática e Estatística - USP